segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Atlântico pacífico



Take nothing but pictures – leave nothing but footprints – kill nothing but time

19 comentários:

Fábio Martins disse...

Gosto destes enquadramentos à beira-mar. Bom registo Marco. Abraço

flo disse...

Perfect shot, black and white I like !!!!

Dylan disse...

Imagino o trabalho que deu para fazer esta foto. Foi recompensado, felizmente; é sublime!

Marco C. disse...

Dylan, confesso q para esta foto foram feitas várias tentativas até encontrar a melhor exposição q a luz permitia :)
abraço e obrigado p'lo comentário

Roberto Machado Alves disse...

Um preto e branco de altíssimo nível. A luz foi captada de uma forma magnífica. Gostei muito.

Obrigado pela visita.

Roberto,Rio de Janeiro,Brasil.

Rute disse...

Está linda! Foi a 1ª vez que vim até aqui e fiquei encantada...vou voltar sempre:))

Marco C. disse...

sê então mto bem-vinda Rute :)
Aparece por cá!

lifeontheviewfinder disse...

Impecável o enquadramento. Aproveitaste muito bem essas três pedras.

Marco C. disse...

foi aproveitar pq estas 3 pedras não costumam estar assim descobertas :)
Obrigado

Questiuncas disse...

Foi preciso ler os comentários para perceber a fotografia (isto não é crítica a ti, mas sim a confissão da minha falta de visão fotográfica). Adorei a adaptação do texto inicial.

Sérgio Pontes disse...

Gosto do efeito, em preto e branco ficou optimo

Kaipiroska disse...

O contraste entre o negro e nitidez das pedras com o arrastamento do mar está perfeito. Grande foto Marco.

Fotokarusellen disse...

Great work in B&W. A very beautiful picture.

João Menéres disse...

Muito boa, MARCO !

Parabéns com um abraço.

ZEKARLOS disse...

Muito bom, opção perfeita a p/b e o título está muito bem aplicado. Abraço.

Sabrina disse...

sarebbe perfetta come ingrandimento appeso dietro al mio divano,è fantastica!

Mamuchi disse...

genial en b/n y la velocidad empleada

dandelion67 disse...

donde hay agua, no es el movimiento perpetuo..
dandelìon

João Menéres disse...

Continuo a gostar, Marco !